Mini Quest Cocóó

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mini Quest Cocóó

Mensagem  The Dead em Dom Ago 09, 2015 9:09 am

Mini Quest - Cocóó



O dia começava de uma forma estranha em Metrópolis. No lado sul da cidade, uma correria chamou a atenção de quem passava pelas proximidades e gritos podiam ser escutados a longa distância.
Metrópolis havia virado noticia desde a ultima queda de meteoros, próximo ao local onde um deles  havia sido retirado a pouco tempo, um grande estrondo e gritos de pânicos.
Ao se aproximar, você nota uma cena bastante diferente, uma digna de filme. Uma grande galinha, de aproximadamente 20 Metros de altura está a ciscar e bicar carros que estão próximos a ela. No mesmo quarteirão, 3 prédios foram danificados pela galinha, dois deles estão pegando fogo e o outro está prestes a desmoronar (Mas vocês não sabem disso!!)
Dentro dos prédios danificados havia o real motivo pelo qual a galinha estava tentando ataca-los. Na verdade, ela estava apenas protegendo os prédios mas com aquele tamanho suas ações foram fortes de mais.
Dentro de cada prédio, há um ninho com alguns ovos, alguns já com seu dna modificados, outros simples ovos.
Ao bicar a primeira pessoa humana sem querer, a galinha parece gostar do sabor - Ou o fato de ter sido afetada pela radiação causou algum outro efeito além de tê-la feito crescer. - depois da primeira "vítima" a galinha passa a ter os humanos como escolha, perseguindo qualquer um que passe por sua linha de visão.

Informações:


- Missão ONE POST.

- Prédio A: 5 Pessoas Presas (Local em chamas)
- Prédio B: 6 Pessoas Presas (Local em chamas)
- Prédio C: 7 Pessoas Presas (Sem chamas mas com chances de desmoronar)

- Para Fazer a galinha desmaiar necessário 10 Ataques.

- Para mata-lá necessário 15 Ataques.

- Vocês possuem apenas a quantidade padrão de ações de nível.

- Obs: Você não pode atacar a galinha e ir ajudar as pessoas nos prédios. E apenas personagens com Super Força podem carregar mais do que 2 Pessoas ao mesmo tempo.

- Regra: Não é permitido salvar mais do que 4 pessoas em um único post.

- Mini quest se encerra no dia
17/08

Prêmio

Jogadores que participarem e atacarem a galinha, poderão coletar um frasco de seu sangue. Este frasco lhes dará "Super inteligência, super força e Super resistência" Por 2 Missão.

Jogadores que Participarem e ajudarem a salvar as pessoas poderão pegar um dos ovos já com o DNA modificados. Chocarão depois de 1 mês em ON e irão sobreviver por 2 missões ou infinitas RP's. Terão apenas Mudança de crescimento (Podendo aumentar ou diminuir) super inteligência e super resistência.


Turno único
© mr. houdini


avatar
The Dead

Mensagens : 416
Moedas : 3023
Data de inscrição : 12/01/2015

Ficha do personagem
Nível:
Grupo:
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mini Quest Cocóó

Mensagem  Morgause Fae Grhal em Dom Ago 09, 2015 8:22 pm

Golpe
Some people call me demon, but not only that, I am the future King of Hell. And this must be my nickname.



Rina havía me mandado investigar alguns meteoros que haviam caído na cidade de Metrópolis. Depois de viajar mais do que eu gostaria, fui até o local onde de acordo minhas informações o meteoro estava.
- Que porra é essa ? - reclamo, ao ver pessoas e pessoas correndo na direção oposta em que eu estava, algumas gritavam desesperadas e eu conseguia escutar muitos pedidos de ajuda.
AO virar a esquina, sinceramente tive vontade de sair correndo e nunca mais voltar para essa cidade. Uma galinha, uma puta galinha gigante estava bagunçando a rua e causando aquele caos todo.
Meu corpo parecia paralisado com o pânico. Fechei os olhos pedindo para que Abraxas me desse força para pelo menos conseguir correr de lá, e logo depois voltei a sentir a mesma sensação tão conhecida. Minha tatuagem formigava e eu sentia o poder dele passando por minhas veias, esquentando todo o meu corpo.
- Socooorro - escutei uma mulher gritar.
"Ajude-a" escutei em minha mente. Como seguidora de Abraxas, sabia que ele podia falar comigo quando quisesse, não que isso fosse algo constante - infelizmente -
Juntando as forças que eu tinha, saí correndo na direção do prédio que a mulher estava pedindo socorro. Aparentemente ele estava em chamas por dentro, pois o calor já era perceptível ainda do lado de fora.
- Vamos lá sorte, vamos lá sorte... - começo a falar, enquanto manipulo minha sorte e vou adentrando o local, tomando cuidado para não tocar em nada.
Passei por dois andares até finalmente encontrar a mulher que estava gritando. Ela segurava um bebê e seu rosto esboçava apenas desespero.
Revirei os olhos ao ver aquela cena, sinceramente, como eu odiava aqueles tipos de drama.
- Olha moça, se ficar calma eu posso ajudar a sair daqui. - falei, tentando acalmar a mulher que estava em pânico.
Olhei ao redor da sala em que estávamos na tentativa de achar uma saída, já que pelas minhas visões o caminho que eu havia seguido já não ia mais servir e íamos morrer.
Minha visão mostrou então que eu estava pegando algo atrás do estante da casa dela, me movi até lá e quando tirei a estante do lugar vi um ninho com alguns ovos.
- Fala sério '-' - olhei para todos os lados e peguei um deles, guardando na mochila que eu carregava e usando meu poder para tirar a estante do chão e arremessa-la contra a janela.
O barulho da estante caindo foi muito alto, e no mesmo momento escutei um grito de homem.
- Acho que acertei alguém - comento para a mulher, enquanto começo a levita-la junto com o bebê para fazê-la descer sã e salva até a rua, em seguida, pulei do prédio e usando minha telecinese controlei o meu impacto, parando alguns centímetros do chão.
Saí correndo pela rua, sentia meu poder desaparecendo novamente da mesma forma que havia aparecido. Eu não tinha mais nada para fazer lá, e nem queria.



post n�: 1 . notas: nothing
att @ sa!
avatar
Morgause Fae Grhal

Mensagens : 10
Moedas : 1623
Data de inscrição : 25/07/2015

Ficha do personagem
Nível:
Grupo:
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mini Quest Cocóó

Mensagem  Victor von Doom em Ter Ago 11, 2015 1:10 am

Homem
Invencível
Yet other enemies will come! Other battles will be fought! But no matter who the foe...what the danger...Victory will be mine... for now, and for always!




Poucos podem chamar a atenção de Victor von Doom, mas até mesmo seres com o intelecto de animal, podem de alguma forma se tornar uma pedra no sapato de um gênio, mas nunca um problema definitivo, apenas uma equação pronta para ser resolvida em um tempo já determinado.

Na minha incensante busca pelo conhecimento, me levou a pesquisar sobre os efeitos que estão ocorrendo ao longo do nosso planeta após a queda daqueles meteoros. Em um momento de pesquisa em Metropolis, onde eu tentava ligar a queda de meteoros com uma antiga queda que ocorrerá a anos nas proximidades desta cidade, eu me deparo com uma prova da mutação dos meteoros, um sinal que o conhecimento sobre eles poderia me levar a ampliação dos meus poderes... Era uma galinha gigante, fruto de alguma substancia, a qual eu iria estudar após pegar algumas amostras da mesma.

Deparei-me com tal monstruosidade, ela avançava pelas ruas destruindo o caminho e comendo humanos por onde passava. Parei meio a rua, esperando o encontro com tal aberração, quando um policial atravessou a minha frente colocando a mão no meu ombro falando que eu deveria sair do local.

- Primeiro você.

Respondi o empurrando para trás e vendo a galinha o pegando com o bico, enquanto aproveitei a distração dela para subir nela ativando os propulsores. Como comumente se mata uma galinha, se quebra o seu pescoço, são vértebras frágeis, porém nessa dimensão, é preciso muito mais que uma ou duas mãos para o partir, mas quem disse que necessito a matar? Uma fratura pode ser o suficiente para ganhar tempo e sair de cena a deixando bastante irritada com essas pessoas.

Múrmuro para não perder o ataque surpresa.

- MASRUTITINI GUNINIGI, MASRUTITINI...!!!

Disparo um raio vermelho em direção a uma das vértebras da galinha, me guiando pelos meus sensores. A criatura urrava de dor e se mexia bruscamente me acertando com as assas, fazendo que eu voa-se de encontro a um dos prédios, porém com o campo de força ativo.

Levanto-me entre escombros e poeira, sinto que ainda estava na minha mão, o meu objetivo. Era hora de sair, enquanto os "heróis" se ocupavam com o ataque de fúria da galinha. Estava com uma das penas da galinha do momento que ela me acertou com as assas, e na ponta dela avia o sangue da criatura.







Notas: Notas notas ou qualquer coisa.






FICHA DO PERSONAGEM, Nível Delta






Este é quem sou eu?'
Historia dramática, comum, ou quem sabe um pouco de terror... Posso até ser uma pessoa normal, alguém como você... Posso ser moreno, branco, negro, pálido ou até alienígena...


Frequência com que joga: -

Ator: Christian Bale
Características Físicas: Branco, 1.90m, 100kg, musculoso, cabelo castanho escuro, olhos castanho escuro.
Características Mentais: Ambicioso, arrogante, orgulhoso, possui forte código de honra e obcecado em adquirir o poder supremo, costuma falar em terceira pessoa. Insulta as pessoas em grande estilo, sem utilizar palavras de baixo calão.
Lar Atual: Castelo nas Montanhas Adirondack, Castelo Destino (na Latveria), embaixada da Latvéria, Base Destino e Torre Destino.
Sua Ocupação: Monarca da Latvéria
Grupo: -

Infância: Victor Von Doom nasceu no pequeno país chamado Latvéria, sob o domínio do Barão Vladimir. É filho dos ciganos Werner von Doom, um curandeiro, e Cynthia Von Doom, que diziam ser uma bruxa.
Namorava uma garota chamada Valéria, o único amor verdadeiro de sua vida.

Cynthia tentara adquirir poder para proteger sua tribo cigana da perseguição que sofriam por parte do governo vigente sobre a Latvéria. Ela tentou obter esse poder através de um trato com o demônio Mefisto e acabou sendo traída e morta pelas autoridades da  Latvéria, tendo sua alma aprisionada pelo demônio.

Werner tentou de todas as formas se livrar do baú de sua esposa para livrar o filho da maldição. Mas mesmo se destruísse ou jogasse em um rio, ele retornava misticamente . Sua única opção foi escondê-lo.

Anos mais tarde, a esposa d’o Barão contraiu um câncer terminal e Werner foi chamado para a capital para curá-la. Quando ela sucumbiu à doença, o Barão Werner foi acusado de assassinato e perseguido e morto pelas autoridades latverianas.

Órfão, Victor von Doom ficou aos cuidados de Bóris, um dos membros da comunidade cigana de que pertencia. Victor jurou que faria o mundo todo pagar pela morte de seus pais.

Adolescência: Na adolescência descobriu o baú com os artefatos místicos da mãe, e começou a estudar as artes ocultas ao mesmo tempo em que também seu talento nato para a ciência se desenvolvia.

Fase Adulta: Faculdade: Conseguiu uma impressionante reputação projetando e fazendo armamentos para proteger seu povo ao mesmo tempo em que atacava os aldeões, isso chegou ao conhecimento dos militares que lhe ofereceram diversas bolsas de estudos em várias universidades. Sem pensar duas vezes, abandonou sua fiel namorada e foi estudar na Universidade Empire State, se dedicando totalmente à ciência. Lá ele conheceu Ben Grimm (o Coisa) e a primeira pessoa capaz de rivalizar intelectualmente com ele, Reed Richards (o Sr. Fantástico).

Com o tempo, Doom passou a invejar Richards cada vez mais. Determinado a provar que era melhor que Richards, conduziu experimentos arriscados na tentativa de contactar sua mãe morta através de um transportador dimensional projetado por ele mesmo, apesar de Richards insistir que isso era muito perigoso e que os cálculos estavam incorretos.

Sem que ninguém saiba, Bem Grim mexeu no aparelho e talvez por isso tudo tenha dado errado: Victor consegue contactar sua mãe e descobrir que sua alma estava em posse de Mefisto, mas logo o transportador explode e acaba deformando parcialmente seu rosto.

O orgulho de Doom o fez acreditar que o fracasso de seu experimento e sua  expulsão da universidade foram obras de Richards, que por inveja de seu intelecto avançado teria sabotado o equipamento.

Cidade Natal: Latveria
Relacionamentos Atuais: Nenhum.
Gostos e Preferencias: Respeita pessoas intelectuais, e gosta de usar pessoas ingenuas.
Historia dos Poderes: Com parte do rosto deformado e muito ódio por Reed Richards, viajou o mundo a procura de uma cura para seu rosto marcado.

Teve a ajuda de monges tibetanos para construir sua própria armadura e esconder a sua face mas foi nesse momento que se queimou seriamente quando pediu que a máscara fosse colocada em seu rosto quando ainda estava em brasa, deixando ainda mais deformado.

E assim, passou a se chamar de Doutor Destino.

Doom retornou a sua Terra Natal, Latvéria, e a conquistou matando o Barão Vladimir e aprisionando seu filho Rudolfo. Como chefe de estado, tem imunidade diplomática e não pode ser preso nem julgado por qualquer nação.

Seus estudos e conhecimento da ciência eram surpreendentes. Graças a seus requintes tecnológicos posteriormente instalados, o Doutor Destino pode enfrentar de igual para igual a maioria dos super-heróis.

Começam os ataques: Enquanto isso, Reed Richards acabou ganhando poderes especiais em um acidente com um foguete e formou o Quarteto Fantástico. Doom, querendo se vingar de Reed, ataca o Quarteto pela primeira vez captura a Garota Invisivel e enviando o restante da equipe para o passado. Esse foi o primeiro de muitos ataques a equipe.
Antes de enfrentar outros heróis, Doom os enfrentou diversas vezes, se aliando a Namor, enviando-os ao microverso, etc.
Muitas das vezes ele não atacava pessoalmente e sim usando seus destinobôs se passando por ele.
Além disso, enfrentou Homem-Aranha, viajou ao pasado e conheceu Rama-Tut (Kang).

Em uma das batalhas, o Coisa por raiva quebra as mãos do Dr. Destino.

Cada vez mais buscando poder, Doom atraiu o Surfista Prateado para o seu castelo e drenou as forças do herói. Conseguindo pela primeira vez o poder cósmico de um arauto de Galactus, iniciou uma campanha de conquista e destruição.
Aproveitou que estava com os poderes cósmicos do Surfista, e se vingou do coisa por ter quebrando as suas mãos.

Reed Richards conseguiu enganar o tirano levando-o a colidir com a barreira que mantinha o Surfista preso na Terra.

Galactus retirou seu poder cósmico e o enviou de volta a Latvéria. (...)

- Créditos


Victor von Doom
Soberano da Latveria. 39 ANOS


Na noite, este sou eu!
 Usando disfarce, este sou eu de verdade... Não sou aquela pessoa inofensiva ou aquele ricaço boçal, aquilo sim é a minha verdadeira mascara, este sim sou eu!


Poderes, Equipamentos e Habilidades:
Descreva os poderes, equipamentos e habilidades do personagem.

Exemplo: Conheço de Biologia, carros. Sei acrobacia, Karatê...Uso Magia, criando raios mágicos e campos de força...
Exemplo: Conheço Engenharia Robótica e de Energia. Tenho uma armadura tecnológica, que lança misseis...


É habilidoso em Engenharia Robótica/Energia/Software/Armamento, Krav Maga, Lábia e Estrategia. Possui uma armadura equipada com transmissor, superforça, super resistência,  arma laser/balística, sistema de voo, sensores infravermelho/movimento/radiação/som, campo de força e radar. Facilidade com magias e tecnologia. Super Inteligencia e força de vontade. Com magia cria rajadas e escudos. Viaja dias no tempo. Imunidade Diplomática.



Dr. Doom
Vilão. 39 ANOS.

avatar
Victor von Doom
Vilões
Vilões

Mensagens : 201
Moedas : 1520
Data de inscrição : 02/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mini Quest Cocóó

Mensagem  Dmitri Mikhail Romanov em Dom Ago 16, 2015 2:10 am



"Fraaaaaango!"






"Alienígenas atacado a Terra, monstros milenares emergindo do mar, o céu pegando fogo, as máquinas acordando e escravizando a humanidade, clones matando seus originais e tomando seus respectivos lugares, tudo isso eu posso acreditar. Mas um frango gigante, cacarejando, atacando pessoas e andando por Metrópolis?  Não, isso eu jamais poderia imaginar ver."
Paro o carro no mesmo instantes em que dobro a rua e vi a uns 80 metros todo o trânsito congestionado, dois prédios pegando fogo, um prédio caindo aos pedaços, e o animal ciscando o chão e achando divertidíssimo cortar as pessoas ao meio. "Como é que me perdem um bicho desse no meio de uma cidade?" pensava comigo enquanto observava o animal, "mas seja o que foi que a tenha transmutado para esse tamanho, talvez eu consigo replicar nos laboratórios...", pensei novamente, sorrindo dessa vez. Estacionei o automóvel em meio àquela confusão e me meti em uma viela lateral, afinal, aquilo teria que dar em algum lugar mais adiante na rua. Dobrei à direita, andei mais alguns bons metros e dobrei à direita de novo, caminhando mais um pouco e saindo da viela para a rua, bem próximo à galinha. Durante todo o caminho, moldei um elmo e uma armadura com todos os metais que fui encontrando pelo caminho, desde latas de lixo e portas, até escadas e pequenas sacadas.
Quando sai ao sol novamente, o brilho da luz no metal foi suficiente para chamar a atenção da galinha, que parecia estar mais agitada. Quando esta parou e ficou me observando por poucos segundo como se tentasse adivinhar o que aquela nova forma seria, foi tempo suficiente para que, com um aceno de minha mão, um grande lata de lixo voasse certeira até se chocar contra seu pescoço e rachar em várias partes, levando consigo algumas pelas e pele. Pelo que parecia, a monstruosidade não havia gostado muito daquilo e meu plano de tentar quebrar seu pescoço - a parte que era mais frágil em uma galinha comum - havia saído pela culatra, pois não havia considerado o fato de aquele animal ser gigante.
Enquanto ela andava em minha direção, levantei meu corpo no ar impulsionei-o para trás e para cima, voando em alta velocidade na diagonal e me colocando vários metros acima do animal, longe de seu alcance mesmo que este batesse as asas. Dali de cima que consegui ver todo o estrago que ele havia causado, carros perfurados, pessoas mortos, hidrantes quebrados, prédios destruídos.
"Vamos ver se algum herói aparece para dar um jeito nesse bicho e me dar um tempo de pegar aquelas penas... com sorte talvez algum sangue ainda tenha ali" pensava analisando toda  a situação dali de cima. Caso mais ninguém aparecesse, iria esperar até a galinha se cansar de mim, e voar até onde as penas estavam rapidamente e coleta-las.


valeu @ carol!
avatar
Dmitri Mikhail Romanov

Mensagens : 12
Moedas : 1796
Data de inscrição : 01/05/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mini Quest Cocóó

Mensagem  Jeanette Aubrey em Seg Ago 17, 2015 4:26 am



Pena da Galinha...






Esfrego os olhos por um tempo diante da cena que vejo, e se não conhecesse os mecanismos dos delírios, ou não cuidasse de minha saúde mental da mesma maneira que me dedico à saúde de meus pacientes, poderia jurar que estava delirando... O alvoroço na rua com pessoas gritando por todos os lados, e "aquele" semblante de um galináceo gigante, cacarejando e ciscando por todos os lados, caçando as pessoas em volta. Atos heroicos podem esconder motivações diversas, de uma ação consciente baseada em mera conveniência, ou mesmo um sentimento de martirização por orgulho, tanto faz, o fato é que eu desci do táxi e, de uma distância segura, começo a "sentir" a mente daquela coisa... Não era como uma mente humana comum, quente, pulsante e macia, mas era morna, se "movendo" em um ritmo fora de sincronia, governado por instintos mais básicos e quase desmanchando, uma ausência de pensamento consciente, uma noção mínima de "eu":
"Não vamos complicar, um ataque para colocar ela para dormir..." Penso, concentrando uma carga de energia psíquica, e depositando-a de uma única vez na mente frágil daquela grande e enorme criatura...
Como um efeito inesperado, a galinha solta um cacarejo alto, e sinto a mente dela escapar dos meus "dedos psíquicos"... Aquilo parecia ter enfurecido completamente, fazendo-a sair de controle e atacar de forma frenética as pessoas à volta. Ela dá um salto enquanto agita as asas no ar, num voo precário típico de uma galinha, porém o tamanho lhe dá uma grande vantagem, e quando digo grande, não estou brincando... Ela pousa há poucos metros de mim, por segurança, corro na direção de onde viaturas da polícia estão estacionadas fazendo um cerco em volta da área onde a galinha atacava, os tiros dos policiais me daria alguma cobertura... Ao me ver em relativa segurança, mais uma vez me concentro na mente da galinha, sentindo-a psiquicamente, ao me ver preparada, realizo um segundo ataque com potência total fazendo-a soltar um cacarejo alto, com uma segunda carga já preparada, porém, vejo um homem com traços orientais correndo na direção do galináceo, portando uma espada katana e quando libero o terceiro ataque psíquico, ela arremessa o homem japonês em direção a um dos prédios enquanto sua espada, suja com o sangue da galinha, cai próxima a mim...

Ações:

1ª Ação: Atacar a galinha usando "Ataque Psíquico".
2ª Ação: Atacar a galinha usando "Ataque Psíquico".
3ª Ação: Atacar a galinha usando "Ataque Psíquico".


valeu @ carol!
avatar
Jeanette Aubrey
Neutros
Neutros

Mensagens : 11
Moedas : 1594
Data de inscrição : 08/08/2015
Idade : 32
Localização : Nova York

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mini Quest Cocóó

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum