Capitulo 02 -- Ato 02 - Procurando a Bateria Perdida (missão rápida, único post)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Capitulo 02 -- Ato 02 - Procurando a Bateria Perdida (missão rápida, único post)

Mensagem  Destroer em Sab Jan 23, 2016 10:39 am

//Staff


Caso não tenha feito a missão anterior, faça ela antes dessa (AQUI)

Obs: Durante essa missão pode usar anel a vontade sem gastar suas cargas.



Missão Rápida (Único Post):  Procurando a Bateria Perdida

Após alguns dias de posse do anel, você escutava um barulho vindo do anel, o colocando ele projetada um mapa lhe dando uma localização, estava marcado como Bateria de Poder. Vendo a carga baixa do anel ele localizava uma bateria para o carregar, entretanto ela era muito antiga e tinha uma carga bem limitada, mas era melhor do que descarregar o anel para sempre.



Infelizmente os lanternas negros descobriram a localização das Baterias que vocês procuram, eles estão indo para lá para impedir que vocês fiquem mais fortes e lhe cause problemas. Dentre os enviados esta o Arqueiro Verde, outro membro da liga da justiça que morreu na batalha contra Thanos, um homem com habilidades inigualáveis que era capaz de competir com seres com poderes, só que o problema não para ai, além disso ele esta de posse do anel dos lanternas negros, isso o torna um oponente muito difícil de ser derrotado. Ele fará de tudo para que vocês não peguem a Bateria de Poder.

As Baterias estão em um prédio de 20 andares que esta abandonado a vários anos, porém há mendigos no local, que podem ser usados como lanternas negros caso sejam mortos durante o combate.


-----

No fim do combate o Arqueiro Verde vai ser derrotado, o seu anel é quebrado fazendo cair em poeira no chão. Neste fim finalmente você encontrava a Bateria de Poder que o anel tanto falava.

-Informações-

Obs: Lembrem-se que é livre para vários jogadores, então NÃO diga que o venceu sozinho, pois os outros também iram postar, levando em consideração a postagem de cada um que o fez.

Nível do Desafio: Ele possui poderes o suficiente para lutar de igual para igual contra todos vocês ao mesmo tempo! (Níveis aqui!)
Poderes: Reflexos acima do limite humano e um mestre de estrategia, arco com flechas de efeitos variáveis, mira perfeita. Capaz de infectar os outros através de mordidas que apodrecem suas acarnes. Capaz de ressuscitar os outros transformando em outros lanternas negros.  Capaz de Voar e se regenerar por completo. Pode criar objetos, escudos e qualquer outra coisa que a imaginação deles deixar, fazendo através de uma energia negra.

Recompensa: Escolha uma bateria da mesma cor do anel que possui. Caso complete 60 linhas ganhará o premio a baixo:

Bateria de Poder (Da cor do seu anel)
Poderes: Em todas missões ou tópicos, é capaz de usar pelo menos 1x o poder do anel sem gastar as utilizações que possui.
#cock robin #someone | XX words | idk what i'm doing ©

_________________
"Nem o céu admite dois sóis, nem a terra dois senhores."

- Alexandre o Grande
avatar
Destroer
Neutros
Neutros

Mensagens : 966
Moedas : 4130
Data de inscrição : 11/01/2015

Ficha do personagem
Nível:
Grupo: H.Y.D.R.A.
Raça: Humanos

Ver perfil do usuário http://rpgamalgama.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 02 -- Ato 02 - Procurando a Bateria Perdida (missão rápida, único post)

Mensagem  Abudak Zhalur em Qui Jan 28, 2016 8:37 pm




"A Cobiça Se Faz Infinita."

*DA-LEE*

Meu sono foi interrompido abruptamente aquela noite, um zunido incomodo me atormentava vindo do anel que Abudak recebera há alguns dias. "Pegue-o...", o demônio tinha se mantido estranhamente quieto desde que eu removera o anel e toda vez que o questionava sobre aquela visão que tivera dele sendo destruído, o mesmo respondia com um silêncio miserável.
Cansado daquilo me levantei e peguei o anel que estava sobre a mesa, assim que o coloquei em meu dedo uma energia laranja foi projetada por ele formando um mapa à minha frente. Ele indicava um ponto piscando tendo escrito abaixo de si Bateria de Poder, pela distância descrita no mapa não foi difícil concluir que o destino se encontrava em outra cidade. "Vamos para lá, a energia já está acabando. Não posso ficar sem ela... Não posso...", desde que passara a compartilhar meu corpo com o Príncipe do Inferno me sentira mais poderoso, corajoso e de certa forma invencível, contudo, nos últimos dias Abudak se tornara estranhamente ameaçador.
- O que tem essa energia? Por que precisa tanto dela? - segurei o anel pronto para tirá-lo de meu dedo quando gritou em minha cabeça "NÃÃÃOOO!!!" - Que porra é essa?! Ficou louco Abudak?!
Uma ilusão ou realidade, via refletido na vidraça uma profunda escuridão atrás de mim, mas ao olhar para trás não vi nada. A imagem não desaparecera dos vidros, saindo daquelas trevas o demônio caminhava a passos largos furiosamente até se aproximar de mim e me agarrar pela garganta.
- Entenda uma coisa, Da-Lee, seu corpo não lhe pertence mais. Sua vida não lhe pertence mais! - sua voz tinha uma ferocidade animalesca, uma raiva mortal que destruiria qualquer um que o desafiasse - Tudo que você tem, tudo o que você é, veio de mim! Eu sou tudo!
Com sua força demoníaca ele me arremessou de forma que atravessei a vidraça e caí em direção a rua... De alguma forma aquilo era real. Atingi em cheio um carro que passava pela avenida, esmagando toda sua estrutura e as pessoas que estavam em seu interior. Não demorou para que um aglomerado de pessoas se reunissem em torno de mim, questionando se aquilo havia sido um suicídio.
Queria avisá-las para correr enquanto o mínimo de minha consciência ainda permanecia desperta, infelizmente as trevas de Abudak já se espalhavam quase que completamente em minha mente. O demônio despertava mais uma vez.

*ABUDAK ZHALUR*

Sua regeneração acelerada tratou de fechar todos os ferimentos e recolocar os ossos de volta no lugar, ao som deles sendo reparados as pessoas se assustaram e começaram a retroceder com receio. Cada músculo se modificou ganhando mais volume, garras cresceram nas extremidades dos dedos e presas monstruosas se projetavam de sua boca predadora.
Com os olhos abrindo-se de súbito colocou-se em pé, permitindo que suas asas surgissem e se abrissem para o espanto dos espectadores. Liberando um rugido super sônico estourou as vidraças a sua volta, ensurdecendo a maioria dos presentes que tombavam seriamente feridos. Através de um movimento simples, mas forte, se impulsionou para cima ganhando boa altitude para voar conforme as coordenadas indicadas pelo anel.
- Está lá! Mais poder! Só para mim... TUDO MEU!!! - o demônio avançava da forma mais rápida que podia, qualquer que o observasse sentiria ma loucura completamente incontrolável.

Depois de alguns minutos de viagem alcançou a cidade de Metropolis, onde a fonte do poder do anel se encontrava. Rapidamente localizou um prédio abandonado, pelo estado de sua estrutura devia estar sem cuidados há anos, atravessando uma das janelas. Pousou impaciente já olhando para todas as direções, dois moradores de rua que estavam no cômodo invadido o fitavam assustados.
- Meu Deus! Me perdoa! Eu não queria essa vida... - incomodado com o pronunciar dessas palavras, Abudak estendeu uma das mãos em suas direções invocando sombras com umbralismo, de forma que esses tentáculos negros os envolveram e pressionaram até sua carne e pele se romperem, formando uma poça de sangue em volta.
- Deus já desistiu de perdoá-los há muitas eras, seu tolo - seus passos pesados o levavam para a saída quando uma flecha atingiu subitamente o batente.
Foi tudo tão inesperado que nem deu tempo de reagir, sendo acertado pela explosão que o jogou para trás. Se suas garras não tivessem encravado-se no piso, provavelmente teria sido lançado para fora, isso só demonstrava que seja lá quem fosse seu oponente estava determinado em ser implacável. Conforme a poeira da explosão baixava o Príncipe do Inferno vislumbrava seu oponente, com um arco nas mãos e em suas costas um aljava carregada de flechas, trajava uma vestimenta negra muito semelhante a do Aquaman. Olhando-o assim se parecia um pouco com as ilustrações de Robin Hood.
- Já estava me perguntando quando o primeiro apareceria... De certo não é como eu esperava - outro cadáver possuído por um daqueles anéis negros, parecia até que faziam questão de se tornarem um empecilho para a criatura das trevas.
- Nada é como esperamos, exceto a morte. Não concorda? - vendo que o inimigo sacava outra flecha, abriu sua boca liberando um turbilhão de fogo negro.
Já usara esse ataque antes contra um servo de Nekron e sabia o quão inútil ele seria, pelo menos isso atrapalhava os movimentos permitindo ao demônio combinar sua super força e super velocidade, jogando-se contra ele. O impacto fez com que ambos atravessem cerca de 5 paredes seguidas, até o lanterna negro liberada uma carga de energia que afastou Abudak, fazendo-o ficar com metade do corpo atravessando a parede. O Arqueiro Verde criou um gancho com sua energia negra perfurando a perna de seu alvo, puxando e girando repetida vezes antes de soltá-lo e faze-lo atravessar outras paredes.
O demônio tivera pouco tempo de se levantar e ver outros pessoas chegando ao local e atacando o servo de Nekron. Sacudira todo seu corpo para afastar o pó e retomara a compostura, avançando novamente contra o arqueiro. Socou algumas vezes a sua face, mas no quarto soco o mesmo se esquivara se aproveitando do movimento para agarrá-lo e joga-lo no chão, aplicando uma chave em seguida e quebrando seu braço. Mostrando-se um estrategista e exímio lutador, rapidamente colocou-se em pé saltando dando mortais para trás enquanto disparava várias flechas que ao penetrarem no corpo do demônio liberavam poderosas descargas elétricas.
- Esses malditos enviados por Nekron... Estão me irritando! - criou um portal interdimensional ressurgindo atrás do arqueiro enquanto sua forma corporal era alterada crescendo ao ponto e destruir o corredor. Com esse tamanho gigantesco socou o seu oponente arremessando-o para longe, infelizmente com todo esse tamanho e peso o solo cedeu repetida vezes até parar ao voltar ao tamanho normal. Sentando-se olhou ao redor se deparando com várias estruturas contendo sobre si lanternas nas mais diversas cores. Imediatamente o anel brilhou levantando o braço em direção a Bateria do Poder, um desejo tão forte e incomensurável fez com que o mesmo agarrasse o objeto, abraçando-o com tamanha intensidade que parecia ser a sua razão de viver. Deixou seu punho entrar na bateria e pronunciou o juramento.
- Com a cobiça e avareza queimando a frente, Aceite o anel e se junte com a gente, Da raça mesquinha ao poder final - o brilho se tornou tão intenso que cegaria temporariamente quem estivesse por perto - De luz laranja para a noite mais densa primordial.
Podia sentir facilmente a energia fluindo para o anel que transbordava um poder compatível com o tamanho da cobiça da criatura infernal.
- EU QUERO MAIS!!!!


avatar
Abudak Zhalur

Mensagens : 43
Moedas : 1452
Data de inscrição : 22/11/2015

Ficha do personagem
Nível:
Grupo:
Raça:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 02 -- Ato 02 - Procurando a Bateria Perdida (missão rápida, único post)

Mensagem  Victor von Doom em Sex Jan 29, 2016 9:21 am

Homem
Invencível
Yet other enemies will come! Other battles will be fought! But no matter who the foe...what the danger...Victory will be mine... for now, and for always!




Após dias tentando conseguir o poder do Anel, o anel finalmente revelou a localização de uma bateria de mana, ela estava escondida no interior de um prédio em Metrópole Victor então viajava em direção América do Norte em busca de poder e de respostas. Chegando Metrópole ele percebeu que estava próximo do seu objetivo então ele avançou cautelosamente por dentro do prédio e cada vez mais o anel de Poder brilhava mostrando que estava próximo, porém chegando ao local ele teve uma surpresa não estava sozinho havia mais um dos servos do anel negro, mas isso não o pararia, com a ajuda do Anel Verde Victor o enfrentou. Entretanto o seu oponente era mais forte do que ele imaginava ele possuía uma grande experiência estratégia além de ser habilidoso com o arco e flecha este era o Arqueiro Verde quem teria morrido há um tempo atrás para Thanos senhor da morte.

A sorte de Victor era que ele não estava só, haviam outros naquele lugar, a luta foi dura. Utilizando da magia e tecnologia, não era o suficiente para vencer o oponente, porém Victor ainda possuir intelecto formidável além dos outros lutando contra aquele oponente. Após algum tempo de luta Victor utilizou-se do poder do Anel. Antes ele estava relutante porém viu que aquela era a única forma de vencer, utilizando anel contra anel. Estranhamente o poder do Anel não desceu naquele combate. Assim como o oponente de dias anteriores este era capaz de utilizar os mortos, porém como da última vez Doom utilizou-se de invocações e desta vez ele usou os Doombots, que eram cópias dele porém fracos e ilimitados.

Usei o verde da vontade pra enfrentar o meu inimigo, projetando armas e escudos para combater, foi ali e percebi que aquele anel era realmente poderoso talvez fosse o meu destino manipular mais um caminho além da magia e da tecnologia, seria eu realmente destinado a ser lanterna Verde? Duvido que os Guardiões aprovem os meus métodos! Então deverei tomar o lugar deles enfrentando a tropa dos lanterna verdes com ajuda de minhas pesquisas sobre este anel possuo eu descobrirei as suas fraquezas. Já até imagino invadindo a tropa deles com Doombot armandos com pseudo Anéis forjados por meus estudos, pela minha magia e tecnologia, tomaremos o planeta dos Guardiões assim terei o meu lugar por direito, o poder absoluto dá vontade será meu, serei a nova tropa dos Lanternas Verdes fazendo a minha vontade reinar entre a galaxia.

Durante o combate mais uma vez vi aquele homem ou demônio, ele lutava bravamente e também possuía um anel, a cor era diferente da minha, ainda não sei o significado porém dava para notar que ele estava ainda mais estranho... Preciso descobrir a diferença em entre estes anéis que vi até agora, três cores... A verde a qual carrego, a laranja que este demônio está e o anel negro destes que nos desafiam.

Após uma árdua luta finalmente o Arqueiro estava derrotado no momento em que o seu anel foi destruindo, fazendo que o mesmo voltasse aos mortos. Agora com o Arqueiro derrotado, Doom poderia encontrar a bateria do Anel e foi isso que ele o fez. De Posse da bateria Doom retornou a Latvéria, a sua terra. Ele estudou a bateria e então notou que a mesma possuía a energia necessária para carregar o anel. Agora com a posse da bateria, Doom almejava descobrir como gerar a mesma energia a qual o anel gerava, ou pelo menos uma forma sintética de fazer isso, não seria a primeira vez que roubaria ou criaria formas parecidas para simular o poder de outros, assim como a vez que criou Doombots para substituir alguns membros do quarteto fantástico, ou quando roubei os poderes dos Mestres do Terror... Falando em Mestres do Terror, preciso retomar os projetos que consegui naquela época, serão bastantes uteis para essa variedade de inimigos que tenho enfrentado e para a minha busca, afinal não duvido que algum dia a tropa dos Lanternas Verdes tentaram pegar este anel e a Bateria do Poder.







Notas: Notas notas ou qualquer coisa.



avatar
Victor von Doom
Vilões
Vilões

Mensagens : 201
Moedas : 1454
Data de inscrição : 02/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo 02 -- Ato 02 - Procurando a Bateria Perdida (missão rápida, único post)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum